Social Icons


sábado, 12 de abril de 2014

VINGANÇA, HEROÍNAS E HISTÓRIAS EM QUADRINHOS NO CINEMA!






Dirigido pelo estreante Edem Ortegal e com patrocínio do Ministério da Cultura, o curta-metragem “Blaxploitation: A Rainha Negra” estreia nesta segunda-feira, 14.


      
       Com influência dos gêneros cinematográficos exploitation e blaxploitation (famosos principalmente nos EUA durante as décadas de 1960 e 1970) e das histórias em quadrinhos com jornadas de heróis e anti-heróis, nasceu o roteiro que deu origem ao projeto para filme, “Blaxploitation: A Rainha Negra”. 
Inicialmente, o roteiro de Edem Ortegal, também diretor do curta, integrou alguns trabalhos acadêmicos apresentados em congressos de comunicação. O script foi o seu primeiro texto profissional e desenvolvido ainda no curso de Audiovisual na Universidade Estadual de Goiás (UEG). Logo depois, o projeto tornou-se o seu Trabalho de Conclusão de Curso. Em junho de 2012, o projeto do filme foi um dos vencedores do Edital de Curtas-metragens da Secretaria do Audiovisual (SAv) do Ministério da Cultura (MinC) e começou a ser pré-produzido. 

      Leitor de histórias em quadrinhos desde os doze anos, o diretor teve e tem uma forte influencia da nona arte no seu trabalho com a sétima. “Cinema e HQs sempre foram minhas artes preferidas, tanto que se tornaram o principal da minha profissão de roteirista. Quando moleque, gostava muito de filmes de ação protagonizados por mulheres e... WOW! Estamos aqui com Eva Brown e Jujuba, agindo dentro de um país cuja sociedade patriarcal e machista ainda insiste em reprimir e humilhar a mulher.”


       Ácido, pop e violento, o filme conta a história de vingança de Eva Brown – interpretada por Mariana Nunes - uma policial traída ao descobrir o crime de um poderoso coronel. “A Eva é uma mulher muito forte, guerreira, mas está com uma ferida aberta e não poderá descansar enquanto não cumprir sua vingança, enquanto não fizer justiça com suas próprias mãos. Filmes de ação não são muito a minha praia, mas para me preparar para o Blax, pude conhecer muitos filmes do gênero blaxploitation. São filmes muito autênticos e de uma importância grande pra época. Filmes que afirmavam a força da mulher e do negro na década de 70”, revela a atriz.

       O filme foi gravado em 2013 por uma equipe com cerca de cinquenta profissionais de Goiás e de outros estados. “Além do auxílio do MinC e da Secretaria do Audiovisual, o Blax teve a sorte de possuir uma equipe ágil e talentosa. Ainda tive a oportunidade de trabalhar com alguns amigos de faculdade e conhecer novos colegas de profissão”, revela o diretor.

        “Todas as pessoas da equipe, todos meus companheiros de cena inclusive a Mari Peixoto (a Jujuba) e claro, Ortegal, o diretor, foram muito gentis, parceiros e extremamente profissionais. O que mais gostei no Blax foi viver coisas totalmente diferentes do meu cotidiano. Manusear uma arma e dirigir um opala original amarelo foram coisas muito divertidas”, completa Mariana.


SPACEMAN ENTRETENIMENTO
Criada por amigos formados em audiovisual e com profissões distintas dentro do mercado, a Spaceman Entretenimento é uma nova produtora brasileira de conteúdo para cinema, TV, internet e histórias em quadrinhos.
Focada principalmente nos gêneros de ação, sci-fi, fantasia, drama e documentários, a produtora desenvolve atualmente a sua primeira animação sci-fi, “Neandertal”, e outros projetos culturais. A empresa também pensa na formação de novos olhares para o cinema, por meio de cursos profissionais e oficinas gratuitas ao público. Você pode conhecer mais a produtora acessando o site: spacemanentretenimento.com

ANOTE
Estreia do curta-metragem “Blaxploitation: A Rainha Negra”
Data: 14 de Abril às 20H
Classificação indicativa: 18 anos
Local: Cine Cultura
A exibição é gratuita

TRAILER DO FILME



SITE

FAN PAGE


Nenhum comentário:

Postar um comentário

 
Blogger Templates